TJGO participará da 14ª edição da Semana Nacional de Conciliação, nos próximos dias 4 a 8 de novembro.

A Semana Nacional de Conciliação atua com mediação nas áreas cível, de família, execução fiscal do município e do Estado, e, agora, com questões financeiras. “Esse ano, com a parceria com a Asban pretendemos canalizar também para a semana da conciliação a solução de conflitos relacionados a contratos bancários, com a possibilidade de melhores condições para que as pessoas possam resolver seu problema”, ressalta o coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do TJGO (Numepec), juiz Romério do Carmo Cordeiro, que conseguiu a adesão da Associação de Bancos (Asban) ao movimento.

O magistrado enfatiza que a conciliação está disponível o ano todo, por meio das unidades do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), no entanto, “nessa semana, empreende-se um esforço maior no sentido de resolver os conflitos, trazendo as partes para o diálogo e formalização de possíveis acordos”.

De acordo com informações do presidente da Asban, existem cerca de 29 mil processos judiciais ajuizados referentes a questões financeiras, onde as instituições bancárias são parte. “A partir da assinatura dessa parceria, nós estamos trabalhando dentro do espírito da semana da conciliação, atuando nesse esforço de buscar a pacificação e favorecer a atividade econômica”, enfatizou o presidente Mário Fernando. Consumidores com dívidas de financiamento de veículos, cheque especial, cartão de crédito e bens de consumo ou operações da carteira comercial já podem procurar a Câmara de Conciliação e Mediação na sede da Asban, na Rua 83, nº 407, no Setor Sul.

Locais da 14ª Semana da Conciliação

A Semana acontecerá em quatro locais. No estacionamento do TJGO, no Setor Oeste, para questões cíveis e de família; no Paço Municipal para dívidas municipais (IPTU, ISS, etc); no Vapt Vupt do Shopping Passeio das Águas para execuções estaduais (IPVA, ITCMD); e na sede da Asban para as dívidas com instituições financeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *